The Política

Amigo de Moro, Dallagnol é acusado de caixa 2 e a coisa pode ficar feia

Fotos de REquião e Deltan recortadas

Roberto Requião, político de longa data do MDB do Paraná, estado que já governou, e recém inscrito no PT-PR, entrou essa semana junto ao TRE-PR com uma denuncia, de assinatura conjunta com a Federação Brasil da Esperança no Paraná, composta pelo PT, PCdoB e PV, contra Deltan Dallagnol, candidato à deputado federal pelo Podemos-PR.

Deltan Dallagnoll, ex-procurador da lava-jato e atual presidente do Podemos do Paraná, é acusado de desvio de verba, pois segunda a denuncia ele teria contratado a empresa de advocacia de seu ex-estagiário, Matheus Rios do Carmo, para pagamentos de despesas pessoais do ex-procurador da República com recursos públicos do fundo partidário, cerca de R$ 100 mil.

A Federação apurou que essa relação já ocorre desde a pré-campanha, já que o site do ex-procurador é desenvolvida pela empresa de carros de som do irmão de Matheus Rios. Além disso o tal escritório não tinha praticamente nenhuma atuação judicial, nenhuma especialidade ou experiência com direito eleitoral.

Agora é aguardar o resultado da corte da República de Curitiba.

Este é um post da coluna O Direitista. Caso queira, clique aqui para ler a coluna O Esquerdista

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Cléber Luiz

Há um temor enorme dos petistas de carteirinha quanto à candidatura de Deltan.,já que sua vitória é certa. Então, este é o motivo de tanta perseguição. Não adianta perseguir, quem volta é o eleitor e este está com deltan. Simples assim.